Para uma melhor experiência no site, recomendamos o uso de um navegador diferente.
A utilização do Internet Explorer pode impedir que você acesse o site Chubb.com e alguns recursos podem não funcionar como esperado.

X
skip to main content

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), como ficou conhecida a Lei 13.709/18, entrou em vigor em 18 de setembro de 2020, consolidando o arcabouço jurídico para regulamentar o uso de dados de terceiros nos ambientes físico e digital. O objetivo central da LGPD é proteger os dados pessoais e, por consequência, a privacidade das pessoas, estipulando regras para as empresas públicas e privadas que coletam, manipulam, tratam e armazenam qualquer tipo de informação pessoal, seja de clientes ou de colaboradores, em meios virtuais ou físicos, como fichas cadastrais em papel. Para garantir o cumprimento das determinações da LGPD, foi criada a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANDP), órgão da administração pública federal responsável por zelar pela proteção de dados pessoais e por implementar e fiscalizar o cumprimento da LGPD no Brasil.

 

Na prática, a lei exige mudanças na maneira como as companhias de todos os portes, públicas e privadas, lidam com dados de terceiros. De acordo com a LGPD, as empresas não podem divulgar, vender ou repassar dados pessoais sem o consentimento dos seus donos, nem manipular esses dados de forma inadequada ou negligente. No caso da Chubb, a seguradora criou a equipe de Proteção de Dados, especialmente dedicada à questão, além canais específicos de contato para os segurados.

 

Entre outras responsabilidades dos profissionais da nova área estão a criação e a disseminação pelo público interno da Política de Proteção de Dados, exigência da nova lei, além de responder dúvidas e levantar informações solicitadas por clientes  relacionadas ao tema. Na mesma área do site em que se encontra a política de proteção de dados da companha está disponível um formulário para que os interessados possam entrar em contato com a seguradora e tratar de temas relacionados ao assunto. Além disso, foi criado um e-mail específico de contato com o Encarregado de Proteção de Dados (DPO). O endereço é o encarregadoprotecaodedados.Brasil@Chubb.com

 

Para quais empresas se aplica e o que muda?

A LGPD surge num momento em que a discussões referentes à privacidade e ao uso dos dados pessoais está em evidência, por conta da popularização dos meios digitais de comunicação. Os dados pessoais incluem não só o número do CPF ou do RG, mas também endereço, estado civil, opção sexual e religiosa, dados bancários e da família, se a pessoa é filiada a sindicato, clube ou partido político, por exemplo. A nova legislação prevê punições administrativas e financeiras para os infratores. Daí a necessidade de as empresas se adequarem o quanto antes.

Quando fala em exploração de dados pessoais por parte das empresas, a lei se refere a vários níveis. Um exemplo é quando a captação e tratamento de dados pessoais de terceiros fazem parte da atividade principal da empresa, como é o caso das redes sociais. Em outras organizações, o tratamento de dados é acessório, mas possibilita sua atividade principal, como o e-commerce. Embora os sites de venda online lidem com dados pessoais, sua atividade principal é o comércio.

Para se adequar à LGPD, é necessária uma profunda mudança na cultura corporativa em tudo o que se refere à manipulação dos dados pessoais. Essa transformação tem impacto sobre os processos relacionados à gestão dos arquivos e pode exigir a contratação de especialistas, além de investimento em segurança da informação.

 

A primeira medida sugerida é que as empresas reforcem a segurança no acesso aos dados, investindo na proteção de seus sistemas. É importante contar com processos bem definidos e um controle interno que permita saber como esse dado é captado, por quais áreas é manipulado e como é armazenado. Ter um mapa de quais são os profissionais da empresa com acesso a essas informações também é fundamental, assim como estabelecer barreiras de acesso, por meio de senhas disponibilizadas apenas a esses profissionais autorizados.

 

As providências também podem ultrapassar os muros da organização. Em alguns casos, é importante revisar e adaptar contratos com fornecedores, para que estejam de acordo com o que a lei determinada. Outra preocupação envolvendo tecnologia são os ataques cibernéticos, como os executado por meio de ramsonware – um software que infecta o computador da empresa, criptografa o servidor e permite aos criminosos exigirem o pagamento de grandes somas para liberar o acesso os dados.


Diante de tantos riscos, é importante adotar algumas medidas de precaução. Uma delas é restringir a coleta de dados ao estritamente necessário. Isso significa avaliar detidamente, do ponto de vista da estratégia de negócios, quais são as informações que efetivamente precisam ser registradas e tratadas.

 

As punições para as empresas que não se ajustam à lei podem ser pesadas. Além da responsabilidade de indenizar o titular dos dados, a LGPD prevê sanções de caráter administrativo. Elas vão da advertência a multas de até 2% do faturamento da empresa ou do grupo. Isso além de multa diária no valor máximo de R$ 50 milhões por infração. Por isso, a sugestão é que as empresas tenham cláusulas em seus contratos com parceiros sobre esse tema, inclusive para regular a responsabilização das partes, considerando que ambas poderão ser punidas.

FAQ / People Also Ask

São considerados dados pessoais aqueles que podem identificar uma pessoa física, são aqueles que comumente fornecemos em um cadastro, como nome, RG, CPF, gênero, data e local de nascimento, filiação, telefone, endereço residencial, cartão ou dados bancários.

São aqueles dados que exigem a maior atenção e cuidado no tratamento, pois revelam a origem racial ou étnica do indivíduo, suas convicções religiosas ou filosóficas, opiniões políticas, filiação sindical, questões genéticas, biométricas e sobre a saúde ou a vida sexual de uma pessoa.

A LGPD afeta completamente a forma como as empresas que operam no Brasil lidam com informações e dados pessoais. Sob a ótica da lei, basicamente, as empresas devem: ser mais transparentes e conscientes em relação ao uso de dados pessoais de seus clientes, parceiros e usuários sem utilizá-los de modo inadequado. As empresas podem utilizar algumas bases legais da LGPD para o tratamento dos dados pessoais. Elas são hipóteses que autorizam o processamento de dado e são condições determinadas pela Lei Geral de Proteção de Dados para que seja possível fazer a coleta de dados pessoais e o tratamento deles. São elas: Consentimento do titular; Legítimo interesse; Cumprimento de obrigação legal ou regulatória; Tratamento pela administração pública; Realização de estudos e de pesquisa; Execução ou preparação contratual; Exercício regular de direitos; Proteção da vida e da incolumidade física; Tutela de saúde do titular e Proteção de crédito.

Empresas públicas e privadas, de todos os portes.

A Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) é o órgão da administração pública responsável por editar normas, zelar, implementar, fiscalizar e promover ações de cooperação, incentivando o cumprimento da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Pouco mais de um mês após a entrada em vigor da lei, o Senado aprovou os cinco nomes indicados pelo presidente Jair Bolsonaro para compor o conselho diretor da ANPD e, a partir de agosto de 2021, a entidade passou a aplicar multas e sansões aos infratores dos termos da nova lei.

Este documento é de natureza consultiva e é oferecido como um recurso a ser usado junto com seus consultores profissionais de seguros na manutenção de um programa de prevenção de perdas. É apenas uma visão geral e não se destina a substituir a consulta com seu corretor de seguros ou aconselhamento jurídico, de engenharia ou outro profissional.

Chubb é o nome de marketing usado para se referir às subsidiárias da Chubb Limited que fornecem seguros e serviços relacionados. Para obter uma lista dessas subsidiárias, visite nosso website em www.chubb.com. Seguro fornecido pela ACE American Insurance Company e por suas afiliadas nos Estados Unidos da Chubb. Todos os produtos podem não estar disponíveis em todos os estados. Esta comunicação contém apenas resumos do produto. A cobertura está sujeita ao idioma das apólices efetivamente emitidas. Seguro de linhas excedentes vendido apenas através de produtores licenciados de linhas excedentes. Chubb, 202 Hall's Mill Road, Whitehouse Station, NJ 08889-1600.