Para uma melhor experiência no site, recomendamos o uso de um navegador diferente.
A utilização do Internet Explorer pode impedir que você acesse o site Chubb.com e alguns recursos podem não funcionar como esperado.

X
skip to main content

Quando as circunstâncias ou emergências exigem a paralização de operações de negócios, como a interrupção de fabricação ou mesmo uma pandemia, como a de Covid-19, é natural ficar ansioso para restaurar as atividades o mais rapidamente possível. Porém, recolocar unidades em operação pode ter um alto custo e ainda representar riscos que exigem esforços coordenados e cuidadosos da empresa.

 

Mesmo no caso de operações não-fabris, como lojas de varejo, por exemplo, os funcionários podem estar submetidos a potenciais riscos, seja na reativação de equipamentos, como caldeiras, bombas e sistemas de ar-condicionado, ou por conta da falta de manutenção em sistemas de detecção e de combate a incêndio.

 

Para proteger sua equipe e seus ativos e gerenciar a exposição do negócio ao perigo, é essencial planejar cuidadosamente a retomada das operações comerciais. As instruções a seguir podem ajudá-lo nessa tarefa:

  1. Defina atribuições e prepare sua equipe

    Envolva o pessoal-chave da gerência administrativa, o time de saúde e segurança ambiental e eletricistas, técnicos, equipes de operações, processos e controle, conforme a exigência. Inclua no grupo também todos os prestadores de serviço e fornecedores necessários.
     
    Considere um treinamento adicional para funcionários ou fornecedores, especialmente sobre segurança e a respeito das atividades nas quais as pessoas possam estar executando tarefas sem muita prática.

  2. Desenvolva um plano detalhado do projeto

    Não deixe nada ao acaso. Planeje todas as etapas com antecedência, incluindo a atribuição de responsabilidades, a alocação dos recursos necessários e o estabelecimento dos prazos - e inclua contingências para possíveis mudanças de escopo, questões emergentes e emergências.
     
    Estabeleça protocolos de comunicação e verificações regulares para garantir que os membros da equipe entendam os procedimentos, bem como suas respectivas funções e responsabilidades.

     

    limpeza de botijões de gás 

  3. Mantenha a segurança em mente todo tempo

    Reiniciar sistemas de edifícios inativos pode apresentar perigos causados por água, fogo, fumaça tóxica e outras dificuldades. Suas equipes devem garantir a observação de cronogramas e acompanhar o andamento de:

    • Definição de diretrizes de segurança e aplicação de listas de verificação, como revisões de segurança pré-inicialização (PSSRs) e análises de riscos de processo (PHAs).
    • Avaliação de licenças, incluindo a validação das existentes e as novas que se fizerem necessárias.
    • Obtenção de desenhos e fotos de equipamentos mecânicos, para o caso de mau funcionamento do equipamento ou questões relacionadas a processos.
    •  Análise de conformidade com os regulamentos de segurança aplicáveis.
    •  Adoção de medidas de proteção: verificação não apenas dos sistemas de proteção contra incêndio e alarme, mas também dos equipamentos auxiliares (como bombas de depósito ou baterias de emergência). Também é preciso confirmar se os dispositivos de segurança do equipamento não estão desabilitados e se há ventilação adequada.
  4. Os funcionários devem identificar de forma proativa:

      o   Se há riscos potenciais, como recipientes capazes de gerar           gases tóxicos ou inflamáveis ou pontos de umidade. Faça planos para avaliar outras possibilidades, como equipamentos defeituosos, perigos elétricos ou instalações hidráulicas defeituosas.

    o   Exposições e passivos jurídicos. Se algo der errado, saiba quais as perdas, danos e para quais circunstâncias suas apólices de seguro oferecem cobertura.

  5. Prepare o equipamento e os sistemas

    Enquanto as equipes realizam as tarefas atribuídas, certifique-se de documentar e transmitir claramente as informações de preparação para a inicialização. Determine e comunique com clareza qual é o sinal de “IR” para inspeção e teste - e quem o dará.

  6. Inspeção e teste

    Realize inspeções iniciais enquanto o equipamento ainda estiver inativo e antes de qualquer atividade recomeçar. Depois que os especialistas determinarem que o equipamento passou na inspeção inicial, o próximo passo será realizar testes de comissionamento, para validar que o maquinário funciona corretamente durante a operação.
    Faça com que a equipe de operações, a manutenção e os fornecedores realizem uma inspeção final, a fim de avaliar o equipamento para operação normal e prontidão para aceleração do uso.

  7. Crie e conduza um “post-mortem”
    Quando sua instalação for reiniciada com sucesso e as operações aumentarem até a capacidade normal, faça uma revisão de seus processos. Atualize seus planos de EHS, listas de verificação e qualquer outra documentação; registre todas as lições para reforçar os aprendizados. Considere implementar práticas, adquirir sistemas ou comprar as proteções que teriam sido úteis para o seu esforço de reinicialização.

 

Este documento é de natureza consultiva e é oferecido como um recurso a ser usado junto com seus consultores profissionais de seguros na manutenção de um programa de prevenção de perdas. É apenas uma visão geral e não se destina a substituir a consulta com seu corretor de seguros ou aconselhamento jurídico, de engenharia ou outro profissional.

Chubb é o nome de marketing usado para se referir às subsidiárias da Chubb Limited que fornecem seguros e serviços relacionados. Para obter uma lista dessas subsidiárias, visite nosso website em www.chubb.com. Seguro fornecido pela ACE American Insurance Company e por suas afiliadas nos Estados Unidos da Chubb. Todos os produtos podem não estar disponíveis em todos os estados. Esta comunicação contém apenas resumos do produto. A cobertura está sujeita ao idioma das apólices efetivamente emitidas. Seguro de linhas excedentes vendido apenas através de produtores licenciados de linhas excedentes. Chubb, 202 Hall's Mill Road, Whitehouse Station, NJ 08889-1600.