skip to main content

A cena ocorre com relativa frequência em vários estabelecimentos comerciais de pequeno e médio porte, de qualquer segmento de atuação ou região do País, sempre com o mesmo desfecho: um incêndio destrói o imóvel onde está situado e, por não ter nenhum seguro contratado, o comerciante não tem dinheiro para arcar com o prejuízo e é obrigado a fechar as portas.

Imprevistos acontecem, mas o que boa parte dos pequenos e médios comerciantes ou prestadores de serviço ignora é que a contratação de um seguro para o seu negócio tem um custo muito inferior ao que ele imagina. Anderson Fernandes, gerente de Seguro Empresarial para Médias, Pequenas e Microempresas da Chubb, atribui essa desinformação em relação ao mercado de seguros a uma premissa equivocada.

“A maioria dos pequenos e médio empresários no Brasil tem a cultura de seguros muito focada no automóvel, não dando tanto foco e importância para a contratação de seguros voltados a garantir a perenidade do seu negócio”, afirma Fernandes. Segundo ele, em muitas vezes o empresário nem cogita cotar uma apólice para o seu estabelecimento porque usa como base o que ele paga para segurar o carro. “São realidades diferentes, o seguro empresarial tem um custo muito baixo, em relação às vantagens que oferece, incluindo a principal delas: a de preservar o patrimônio do segurado”, diz Fernandes.

Segundo ele, essa falta de informação é confirmada pelo baixo percentual de empreendimentos segurados no Brasil. “O empresário, em especial os de segmentos pequenos e médios, só vai sentir a necessidade de ter um seguro quando é afetado por um sinistro”, afirma. “Como o capital de giro costuma ser baixo, em especial em momentos de recessão econômica como o que estamos vivendo com a pandemia, qualquer problema inesperado coloca o negócio em risco”, acrescenta.

Mesmo quando um incêndio, dano elétrico, alagamento ou algum outro problema obriga o estabelecimento a fechar as portas apenas temporariamente, Fernandes adverte que o prejuízo maior nem sempre é o financeiro. “Dependendo do tipo de negócio, ficar dois meses fechado, por exemplo, pode trazer um prejuízo reputacional irrecuperável, pois o cliente busca outra opção de serviço e nunca mais volta”, diz.

Para evitar esse tipo de problema, Fernandes diz que a primeira providência de um pequeno comerciante que está descoberto é buscar ajuda especializada. “O corretor de seguros tem um papel fundamental no processo de contratação de um seguro, pois avalia os riscos mais prováveis para um determinado tipo de negócio, cada caso tem sua particularidade.”, ensina.

Ele diz, por exemplo, que o risco de roubo de um escritório situado num prédio comercial é menor do que o de outro, que atua no mesmo segmento, mas está situado na rua, e essa diferença costuma afetar o valor que o empresário vai pagar pela apólice. De maneira geral, no entanto, contratar um seguro é muito simples e a Chubb oferece várias opções, todas com um custo-benefício surpreendente para o empresário, em especial no segmento de pequenas e médias empresas (PMEs).  “A Chubb tem milhões de clientes no Brasil e lidamos com milhares de sinistros por ano, essa experiência é fundamental para criar propostas diferenciadas para cada segmento de empresas com as quais atuamos”, afirma Fernandes.

Ele cita um seguro criado pela Chubb, o Empresarial Comércio & Serviços, como exemplo. “Trata-se de um produto com contratação online, pelo portal Chubb, desenhado para pequenas e médias empresas de 120 atividades de comércio e serviços. Tanto o custo quanto a cobertura são adequados a esse segmento, o que facilita muito para o segurado”, diz. “São mais de 60 tipos de coberturas disponíveis, com flexibilidade nos valores das coberturas básica e adicionais e até 3 tipos de franquias”, acrescenta.

Amplo escopo

Entre as 120 atividades cobertas, estão academias, escritórios, hotéis, cartórios, salões de beleza, cinemas, casas de câmbio e consultórios, passando por escolas, creches, clubes, templos religiosos, lavanderias e buffet de festas, entre outros serviços.

“A primeira surpresa que um cliente que jamais fez seguro percebe é que o custo para uma apólice básica – que cobre incêndio, queda de raio ou explosão – é muito acessível, pois ele sempre tem a referência do seguro de carro”, diz Fernandes. “A segunda surpresa é que as demais coberturas, chamadas de acessórias, que ele contrata de acordo com a necessidade e grau de risco do negócio, oferecem proteção para ocorrências que muitas vezes tiram o sono do empreendedor”, emenda. Dependendo do negócio, é essencial contatar coberturas extras. “Um dos sinistros mais comuns, que não faz parte da cobertura básica, são os roubos de bens”, diz.

Outra dica de cobertura complementar com excelente custo-benefício é o de Assistência Técnica 24 horas. “Ela oferece uma série de serviços, como chaveiro, encanador, limpeza da caixa de gordura, conserto de equipamentos elétricos, entre outros, que geralmente são requisitados com certa frequência num estabelecimento comercial”, diz. Fernandes dá um exemplo do preço irrisório dessa cobertura complementar: hoje, é de menos de R$ 20,00 por ano.

“A maioria desses serviços oferecidos pela Assistência Técnica 24 horas é desconhecida pelo pequeno empresário”, indica o executivo. E cita um exemplo. “Digamos que, por um problema qualquer, a porta de vidro do salão de beleza quebrou, deixando o estabelecimento totalmente vulnerável. A seguradora, nessa situação, manda um vigilante para ficar ali de prontidão por até dois dias, até o conserto da porta ser feito”, conta.

O executivo diz que o Assistência Técnica 24 horas da Chubb tem outro diferencial: oferece vistorias preventivas, e com isso acaba detectando problemas que geram sinistros elevados. É o caso de uma vistoria preventiva da coifa de uma padaria. “A gordura acumulada sobe para tubulação, elevando risco de incêndio”, acrescenta.

De acordo com Fernandes, a Chubb oferece vantagens para incentivar a contratar mais coberturas, além da básica. “Quem contrata de 5 a 10 coberturas adicionais, por exemplo, pode ter até 5% de desconto no prêmio total”, reforça.

Caminho das pedras

O segredo sobre as coberturas adicionais, ensina Fernandes, é prestar atenção aos principais riscos do tipo de negócio envolvido. “Numa clínica médica, o maior risco é de dano elétrico – pois os equipamentos, como de ressonância magnética, ultrassom, etc, são caríssimos”, afirma. “Por isso é fundamental ouvir o que diz o corretor, ele tem expertise para avaliar os principais riscos de acordo com a atividade da empresa, localização e número de pessoas que circulam pelo ambiente”, diz.

Fernandes afirma que seguro Chubb - Empresarial Comércio & Serviços tem vários diferenciais para pequenas e médias empresas. “Pelo fato de ser um segmento que aglutina várias atividades, conseguimos desenhar um seguro que concentra uma série de coberturas no mesmo produto, o que representa uma economia para o segurado”, diz. “Na prática, criamos um combo que permite a contratação de coberturas tanto para o patrimônio da empresa quanto a cobertura de responsabilidade civil, acrescenta.

O seguro de responsabilidade civil reembolsa o segurado, dentro de especificações de cada contrato, das quantias pelas quais vier a ser responsabilizado civilmente referentes a reparações por danos materiais e ou corporais involuntários causados a terceiros em eventos envolvendo a empresa – como, por exemplo, na queda do acabamento do teto de uma padaria que causou ferimentos num cliente. Neste caso, o seguro de responsabilidade civil cobre despesas de hospital e eventual processo judicial. “O seguro de responsabilidade civil costuma ser negligenciado pelo empresário, mais preocupado em preservar seu estabelecimento de danos como incêndio, roubo ou dano elétrico, mas ele é essencial quando um sinistro envolve um cliente, pois o seguro patrimonial tradicional não cobre esse tipo de risco e as despesas com terceiros costumam ser muito altas, a ponto de ameaçar a viabilidade do negócio”, adverte

Fernandes diz que, por essas razões, o seguro CHUBB - Empresarial Comércio & Serviços é um produto completo, de fácil contratação e fundamental para a perenidade das empresas “Não tem burocracia e oferece todas as coberturas previsíveis para quem atua no segmento de pequenas e médias empresas”, afirma. “O seguro sempre vai ter a cobertura básica (incêndio, raio e explosão) e vai agregando outras coberturas, de acordo com o perfil de negócio”, emenda.

Este documento é de natureza consultiva e é oferecido como um recurso a ser usado em conjunto com seus consultores profissionais de seguros na manutenção de um programa de prevenção de perdas. É apenas uma visão geral e não se destina a substituir a consulta com seu corretor de seguros ou aconselhamento jurídico, de engenharia ou outra consulta profissional.

Chubb é o nome de marketing usado para se referir às subsidiárias da Chubb Limited que fornecem seguros e serviços relacionados. Para obter uma lista dessas subsidiárias, visite nosso website em www.chubb.com. Seguro fornecido pela ACE American Insurance Company e por afiliadas da Chubb nos Estados Unidos. Todos os produtos podem não estar disponíveis em todos os estados. Esta comunicação contém apenas resumos do produto. A cobertura está sujeita ao idioma das apólices efetivamente emitidas. Seguro de linhas excedentes é vendido apenas através de produtores licenciados de linhas excedentes. Chubb, 202 Hall's Mill Road, Whitehouse Station, NJ 08889-1600.