Para uma melhor experiência no site, recomendamos o uso de um navegador diferente.
A utilização do Internet Explorer pode impedir que você acesse o site Chubb.com e alguns recursos podem não funcionar como esperado.

X
skip to main content

Esta empresa familiar se destacou no mercado segurador argentino por oferecer um serviço de primeira classe, que coloca à disposição de seus clientes a participação de engenheiros e advogados.

Marcelo Servidio tinha 19 anos quando começou a trabalhar na seguradora criada pelo seu pai, que descreve como "um fenômeno" no que toca ao empreendedorismo (foi também sócio de um banco e criou um conhecido Clube de Golfe em Buenos Aires). Assim, ao terminar sua graduação em Administração de Empresas —que posteriormente complementou com cursos de pós-graduação em seguros e resseguros e estágio no Grupo Asegurador La Buenos Aires, HBSC— Marcelo foi aprendendo sobre o negócio e fazendo crescer a empresa, que hoje supervisiona enquanto seus filhos Octavio e Franco o auxiliam em cargos de gestão. 

Atualmente, eles têm um escritório perto de Puerto Madero com trinta funcionários e uma filial em San Isidro, que nasceu há quinze anos com foco no seguro para barcos de recreio e hoje cobre todos os tipos de riscos. 

No seu crescimento, a escolha da Servidio em profissionalizar a oferta do seu escritório tem sido fundamental: coloca ao serviço dos seus clientes o apoio e conhecimento técnico de engenheiros e advogados e, nas contas mais complicadas, trabalha com uma equipe de profissionais. "São serviços que você tem que oferecer se quiser se diferenciar e deixar o cliente satisfeito", explica.

"A Chub é uma empresa de primeira linha, com um corpo técnico de excelência, muito confiável, e um grande comprometimento com os corretores".

Ao longo do caminho, Servidio trabalhou em estreita colaboração com a Chubb e tem a mais alta opinião da empresa. "Eu durmo profundamente quando algo está seguro com Chubb", diz ele. “É uma empresa de primeira linha, que conta com um corpo técnico de excelência, muito confiável, e um grande comprometimento com os corretores: eles sempre dão uma mãozinha. Com eles construímos uma relação baseada na empatia, e eles estão sempre nos apoiando”. Com base em sua experiência, o corretor recomenda:

 

  • Invista em tecnologia. Atualmente sua empresa está passando por um processo de digitalização que esperam concluir em setembro deste ano. “Incorporamos um novo sistema que tira uma radiografia real dos clientes em segundos”, diz ele. “É importante investir em tecnologia porque agiliza a administração e evita confusões. Antes, muito tempo era perdido desde a emissão de um pedido, depois a apólice, a revisão da apólice, a devolução da apólice e assim por diante. Hoje podemos automatizar muitos processos.”
  • Treinar pessoal. Na medida em que o tempo permite, Marcelo considera essencial que as pessoas que trabalham com ele continuem se atualizando e aprendendo novas ferramentas. Nessa linha, seus filhos Octavio e Franco participaram de alguns dos treinamentos oferecidos pelo Centro de Desenvolvimento de Agentes Chubb (CDAC), que consideram altamente recomendável.
  • Escolha bem seus colaboradores. Embora o fato de um colaborador “saber do que está falando” seja o ponto de partida, para Marcelo também é fundamental que sejam pessoas amigáveis, próximas: “com uma pessoa amarga, o cliente não se envolve”, explica.
  • Seja sempre honesto. “Nós tentamos fazer o cliente feliz, que ele não fuja, e para isso você não pode enganá-lo, você sempre tem que trabalhar direto. Você não pode dizer que vai cobrir algo que você não sabe se vai conseguir cobrir”.