Para uma melhor experiência no site, recomendamos o uso de um navegador diferente.
A utilização do Internet Explorer pode impedir que você acesse o site Chubb.com e alguns recursos podem não funcionar como esperado.

X
skip to main content

“Com a Chubb, construímos uma relação de confiança: eles estão lá quando você precisa deles. A qualidade e a velocidade de resposta são importantes e com a Chubb temos isso. O trabalho flui bem”.

Gabriel Capristo, técnico em vendas de seguros, ingressou no mercado segurador no final da década de 1980. Hoje é vice-presidente da Risk Group Argentina, seguradora e resseguradora com mais de 20 anos de mercado e atuação no Uruguai e Paraguai. A empresa esteve por dez anos consecutivos entre as dez melhores corretoras da Argentina segundo o ranking da Revista Estratega, encerrado há dois anos. O que é, diz Capristo, “sem dúvida um excelente referencial de posicionamento”.

Depois de um 2020 particularmente difícil, Capristo pode andar com a cabeça erguida. “Na Argentina, há muito tempo não surgiam novos negócios e existe uma briga muito grande em torno do preço. Além disso, a pandemia afetou a todos nós. Mas de um modo geral mantivemos nosso volume de clientes e também conquistamos algumas novas operações”, diz com orgulho. 

Sua fórmula? Desenvolver novas linhas e aprimorar apólices para executivos e gestores. Embora também possua seguros de pessoas e coberturas em diversos setores, a força da Risk Group está no corporativo, com foco em seguros para o setor de energia. Uma área que, segundo ele, enfrentou alguns desafios nos últimos tempos. “É um mercado frágil, restritivo, com pouca oferta. O principal desafio é informar aos clientes que o mercado mudou e os custos estão mais altos. A sinistralidade aumentou e com ela também as perdas por lucros cessantes e perda de receita, uma vez que não é possível operar a 100%. O prejuízo financeiro acaba sendo muitas vezes maior do que o dano físico”, explica. 

Embora a Chubb seja uma das três principais seguradoras com as quais ele se relaciona, Capristo reconhece que, com a Chubb, a fluidez do trabalho em equipe ajudou muito. “Construímos uma relação de confiança: eles estão lá quando você precisa deles. A qualidade e a velocidade de resposta são importantes e com a Chubb temos isso. Eles estão muito dispostos a trabalhar e desenvolver produtos juntos. Com eles, o crescimento tem se dado de forma orgânica”, garante.

 

Lado B de Capristo


Porque a vida não é só trabalho, convidamos você a conhecer os hobbies de Gabriel Capristo, que aos 56 anos é casado e tem duas filhas, de 26 e 23 anos:

El fútbol

Es un hincha del San Lorenzo de Almagro, “el equipo del Papa”, como dice con orgullo. Es una pasión que, cuenta, heredó de su padre. También juega fútbol regularmente con sus amigos.

Los cómics

Batman es su superhéroe favorito; también le gusta mucho Astérix y Obélix. Pero de todos los cómics, su favorito es argentino: Patoruzú y también Patoruzito, la versión infantil y adolescente del mismo personaje. Este cacique tehuenche con súper velocidad y súper fuerza fue creado a fines de los años 20 por Dante Quintero. “Cuando yo era muy joven, ya era viejo”, dice riéndose sobre este personaje cuyas características —“era un bonachón recto y honesto”— le resultan inspiradoras.

La lectura

Aunque no tiene un autor “de cabecera”, Capristo es un gran aficionado a la lectura. Por estos días está concentrado en Cuentos Completos, última publicación de la estadounidense Larrie Moore, quien ha sido considerada como una “maestra del cuento corto”.